Após descobrir o Licor de Tequila, passei a pesquisar sobre as possíveis variações de “licores de destilados” e acabei cruzando com uma bebida que deve ser maravilhosa. Um licor de gim americano, com adição de um tipo de ameixa tipicamente européia, mas que foi trazida aos Estados Unidos pelos colonos europeus. Uma ameixa chamada Damson, a mesma ameixa que se prepara a bebida destilada regional Slivovitz, que circula com pouca frequência pelos bares do leste europeu. Tenho uma dessas em casa, e um dia conto para vocês.

Essa bebida é produzida em Nova York, com ameixas colhidas em regiões próximas à cidade, pela American Gin Company. Conheça o twitter da marca.

Após a maceração das ameixas, o suco fresco delas é adicionado ao gim totalmente e exclusivamente americano, até homogeneizar, em um processo que o proprietário do segredo não prefere divulgar. Scott Krahn, responsável pela criação do licor já está pensando em novos produtos, mas diz que possui algumas premissas. As frutas devem ser cultivadas e produzidas nas regiões próximas ao seu grande mercado consumidor, Nova York. Dessa forma, ele e outros diversos pequenos produtores criaram uma nova cena no consumo da região, mais conhecido como Eat Local. Algo como, plante, crie, colha, e prepare tudo o que precisa para viver dentro de um raio de alguns quilômetros. Produtos regionais para consumo local, um posicionamento correto.

Possui graduação alcoólica de 33% em uma embalagem de 750 ml. De acordo com o site que vende o produto, (não para o Brasil, sorry), o licor de gim possui grandes notas frutadas e apimentadas, com sabor de cerejas escuras e ameixas frescas, com final prolongado de frutas maduras.

A marca sugere no seu site algumas receitas com o licor, e a que eu mais me interessei foi essa aqui:

PHENOMENAL CAT

1 oz Averell Damson Gin
3/4 oz Talisker 10 Single Malt Scotch
3/4 oz Dolin Rouge Vermouth
1/2 oz Creme de Violette
1 dash Housemade Opium Den Bitters

Coloque todos os ingredientes em uma coqueteleira com gelo e bata vigorosamente com gelo.Coe para uma taça martini previamente gelada e guarneça com um twist de limão.
Jonathan Harris – The Gibson, Washington DC