O Brasil se despede do seu primeiro mixologista
1 Comentário

Na madrugada desta segunda feira (27), o competente bartender Marcelo Vasconcellos nos deixou.

Após a internação por causa de uma pneumonia, que se estendeu para complicações no baço, Marcelo sofreu um infarto fulminante que o levou a falecer, por volta das 06:00.mv1Marcelo que em meados de 2001 iniciou junto com a marca de vodka sueca Absolut um projeto pioneiro e inovador no Brasil, chamado Absolut Mixology.

Após pesquisas de mercado, a marca percebeu que não havia no mercado brasileiro a cultura e a prática da mixologia e então introduziu pela primeira vez nesse país o termo mixologista, que foi então disseminado por Vasconcellos.

Nosso respeito e reverência ao primeiro mixologista deste país.

Vasconcellos, 38 anos,  foi um dos bartenders que revolucionou a coquetelaria brasileira nos últimos 15 anos. Passou por bares renomados como Buddha Bar, Clube Chocolate, Dry,  Dalva & Dito, Zucco, Kaá,  Pandoro, Clos de Tapas, Tutto Italiano, Le Bilboquet e atualmente chefiava o bar do recém inaugurado Sala Especial 92.

Aficcionado pela complexidade de sabores, o bartender foi responsável por um processo de renovação nas coqueteleiras dos bares de São Paulo e sua criatividade era aplaudida por onde passava.

A naturalidade em preparar coquetéis e sugerir receitas foram sua principal marca registrada nos 16 anos em que esteve atrás dos balcões.

Criou, com seu temperamento único, irreverente e sincero, uma legião de bartenders que o admiram e de grandes amigos que fez na profissão.
mv2
O corpo de Vasconcellos será velado esta noite (27) e enterrado no Cemitério dos Jesuítas, na cidade de Embu, em São Paulo, nesta terça feira (28), a partir das 10h.

Nossas sinceras condolências à familia e a todos os amigos.

A história do Caballito
Comente!

Se você acha que sabe como se toma tequila de verdade, deve conhecer esse tradicional copo mexicano, o Caballito aqui abaixo.

O Caballito é de vidro, na maioria das vezes temperado e grosso. Ele tem um formato cilíndrico, é levemente angulado, com a boca um pouco mais larga que a base. Em média, é possível preenchê-lo com 60 mililítros de tequila, acima da tradicional dose brasileira.caballito2Mas duvido que você saiba que antes de eles ser esse copinho bonito de vidro, ele foi de cerâmica, cabaça e até chifre de bovino! Isso mesmo!

A origem do seu nome “Caballito” remonta a época dos fazendeiros mexicanos que tinham posses de terras agaveras e estavam acostumados a sair a cavalo para supervisionar os trabalhos do campo.
Nessas viagens, levavam consigo um chifre de boi adulto, recortado e limpo, que depois das longas jornadas de trabalho era utilizado para tomar tequila direto do alambique.
Logo, quando alguém lhes perguntava para que levavam aquele chifre, a resposta estava pronta:
– Para dar de beber ao Cavalinho (Caballito)!
caballito1Com o passar dos anos, o chifre deu lugar para a cabaça de uma árvore típica mexicana.
Depois, foi usado uma xícara de barro com alça, para prender à cela do cavalo, e por último, assim que a produção de vidro se estabeleceu, chegamos ao Caballito como se conhece hoje.

Acima, você pode ver como eram os antigos formatos e materiais. Esse kit que remonta a história do Caballito foi fabricado e está a venda na loja da Cuervo, localizada na Destilaria  La Rojeña, em Jalisco,México.

Da próxima vez que for beber tequila, peça o tradicional Caballito!

Ponte Aérea Bogotá – Nova Iorque
Comente!

Depois de uma semana de muito trabalho na Colômbia, tive uma pequena folga de 4 dias antes do meu próximo compromisso nos Estados Unidos. Decidi ir para Nova Iorque explorar um pouco mais da cidade que nunca dorme. Hospedei-me no Brooklyn pelo custo-benefício e para minha surpresa, acabei passando mais tempo lá do que em Manhattan.

Já conhecia bem a região, mas o cenário de cafeterias me impressionou bastante. Na minha última visita eu tinha visitado a Blue Bottle (leia Ponte Aérea São Paulo – Nova Iorque) por lá, mas atualmente o Distrito de Kings se destacou pela quantidade e qualidade das xícaras.

Comecei meu passei pelo famoso Toby’s Estate Coffee, que tem sua matriz em Sydney, na Austrália. O lugar é grande, espaçoso, bem iluminado e os clientes dividem grandes mesas, se acotovelando com seus notebooks. Assim como a maioria dos estabelecimentos, o esquema é pedir, pagar e retirar. Ao chegar minha vez notei que, além de terem uma torrefação própria, eles contavam com uma sala de degustação. Fui recepcionado com um lindo espresso da Etiópia (Korate) que tinha notas de damasco, especiarias e doçura de mel de laranjeira. tobys03Antes de sair, tomei um filtrado direto da Costa Rica (Salaca), que tinha sabores de frutas vermelhas e doçura de rapadura.

Com a cafeína fazendo o devido efeito, sigo para o próximo destino: Blue Bottle. Conhecia desde minha última visita em 2011 e é parada obrigatória para qualquer coffee lover. Normalmente eu procuro cafés de outras origens, só que o aroma de um café da FAF | Fazenda Ambiental Fortaleza me conquistou assim que entrei pela porta. Fui “forçado” pelo barista a experimentar sua extração em uma Chemex e o resultado foi extremamente doce e com um corpo aveludado.Blue-Bottle-ABC-Market-34Minha última parada foi o Grumpy Coffee – que eu já conhecia a loja de Manhattan, mas não a torrefação no Brooklyn. A barista foi calorosa e nada “grumpy” (mal-humorada) e me indicou um café da Nicarágua (Santa Teresa) no método V60. Um conselho: ao visitar essas cafeterias, aceitem as sugestões de quem está atrás do balcão! Encerrei o dia com um néctar de tangerina, doce como caramelo e um sabor residual persistente.hbogirlsTive a sorte de fazer esse passeio acompanhado do James Hoffman, campeão mundial de baristas de 2007, dono da Squire Mile em Londres, Inglaterra e escritor do blog jim.seven, um paraíso para quem ama café. Conversamos muito sobre tudo o que provamos e trocamos impressões sobre essa parte peculiar da cidade.

O Brooklyn é o maior distrito de Nova Iorque com mais de 2,5 milhões de habitantes e já foi município totalmente independente. Hoje é um bairro com vida própria, cheio de cultura, moda, música, restaurantes e ótimas opções de bares e cervejas artesanais. Habitantes com um perfil variado, onde se encontram rappers, hipsters, roqueiros, uma grande comunidade judaica e todo o tipo de pessoas e de todas as partes.

Um lugar para fugir da correria da metrópole ao lado e relaxar em atrás de uma mesa, saboreando grandes cafés.

Rause Café na Estrada!
Comente!

Rause Café na Estrada é até agora o grande projeto do ano.
Concebido por Juca Esmanhoto, barista e proprietário da Rause Café, em Curitiba, o projeto é fantástico e precisa da sua participação.rausecafenaestrada

Rause Café na Estrada surgiu da vontade de Juca em servir gratuitamente cafés espressos de qualidade para a população de cidades do interior do Brasil.

O projeto visa embarcar numa caminhonete, com uma máquina de espresso La Marzocco e viajar por 30 dias pelo estado de Minas Gerais visitando 12 fazendas de café e servindo café gratuitamente em 10 praças de cidades diferentes.
A previsão de Juca é de servir aproximadamente 60.000 xícaras de café durante todo o percurso.

A escolha de Minas Gerais é acertada, já que o estado é o maior produtor de café de qualidade do Brasil, mas muitos dos próprios moradores nunca tiveram acesso ao ótimo café que produzem.
Assista o vídeo abaixo e entenda mais sobre o projeto.


E é aí que você entra!
Percebeu que é um projeto de financiamento público? Ou seja, você pode ajudar a mudar a vida de diversos brasileiros com uma xícara de café.
A cada valor apoiado, você recebe retornos bem interessantes, por exemplo:

Se você apoiar com 50 reais, você recebe um pacote de Rause Café, além de bottons, e ter seu nome escrito na xícara de uma das pessoas que provará o café.
Se você apoiar com 400 reais, você recebe dois pacotes de Rause Café, além de uma assinatura anual da Revista Espresso, um livro de fotografias, bottons, caneca, tudo da RCNE.

Com o sucesso da etapa MG, o Rause Café na Estrada se organizará para percorrer outros estados brasileiros.

SITE PARA APOIAR O RAUSE CAFÉ NA ESTRADA

Então vai lá, ajuda como puder pra que a gente consiga, pelas próprias mãos mudar a história do consumo do café no Brasil.

Heisenberg Blue Ice Vodka
Comente!

Fãs de Breaking Bad, preparem-se!

Acaba de ser lançada uma vodka “edição especial e limitada” no mercado americano em homenagem ao lendário Walter White, protagonista da série Breaking Bad da FOX.

Uma grande jogada de marketing da Sony Pictures Television  e da 21st Century Spirits para em parceria promover o querido personagem Wal.breaking bad
A vodka em questão é a Blue Ice, feita no estado americano de Idaho a partir da destilação contínua de batatas selecionadas e combinados com um processo patenteado de filtragem dividido em 5 fases.

Cada garrafa de 750 ml possui 40% de graduação alcoólica e é possível escolher um dos três rótulos que levam frases da marca a meros 27 dólares! Escolha entre “Say my name” , The One Who Knows” “Tready Lightly”.

Veja abaixo o vídeo promocional da marca!

A Blue Ice Vodka foi fundada em 2002,e será vendida nos EUA pela Reserve Bar ao preço acessível de 27 dólares, ou seja se você possui um amigo ou parente por lá, é só encomendar que ele trás para você.

breakingbag
A grande pergunta é, será que conseguiram produzir uma vodka com a mesma qualidade que o próprio Heisenberg teria feito em seus laboratórios?

Brazil Flair Show 2015
Comente!

Nesse domingo acontecerá em São Paulo o Brazil Flair Show, grande evento da comunidade flair bartender.

A partir das 14:00 mais de 20 flair bartenders de todo o Brasil competirão no Ipanema Beach, em Interlagos, numa disputa incrível dividida em três etapas:

Pour Test | Faça dosagens exatas manuseando as 2 mãos ao mesmo tempo.
Speed Round | Prepare três coquetéis no menor tempo possível.
Flair Round | Apresente um coquetel em sete minutos usando as técnicas do flair.

brazilflairshow

O B.F.S. é organizado pelo Rafael “Bob” Flair e Diego Tamashiro, dois feras e grandes propagadores do flair bartender atualmente que além de produzir esse grande evento ainda tem junto com a Cocktail Channel o “Flair Training” um projeto de ensinar flair gratuitamente.

Amanhã, os melhores flair bartenders do país se apresentarão para disputar o grande troféu. São eles:  Alexandre Quiñones, Anderson Amorim, André Sierra, Daniel Moya, Douglas Pessi, Daniel Oliveira, Edson Tucks, Felipe Bueno, Gustavo Della Libera, Guille Gomez, Igor Lopes Moreira, Luis Roberto, Michell Agues, Marcelinho Rocha, Mauri Diaz, Macgaiver Oliveira, Rogério Del Rey, Thiago Câmara e Tiago dos Santos.

O campeão do Brazil Flair Show 2014,  Diogo “Feijão” Vrissis, não poderá participar, pois deslocou o ombro e está de fora da disputa e manda um recado aos competidores: “Ganhar a primeira edição do BFS me deu coragem e confiança para competir com mais garra o Pan Americano, já que o BFS é um campeonato super completo. Desejo a todos os competidores muita sorte, entusiasmo e um bom show como foi o ano passado!”.

Veja na íntegra a série que deu o troféu de 2014 à ele.

Ah, mas vc ainda não entendeu o que é FLAIR??
A organização explica:” Existem duas modalidades, aqui falaremos apenas do Flair de Exibição que é praticado como forma de espetáculo e entretenimento em bares e restaurantes ou em competições que é exatamente este nosso projeto.

Normalmente inclui rotinas de movimentos coreografados e de maior duração. Requer uma preparação especial por se tratar de um estilo que não se realiza diariamente em um bar.

O Flair de Exibição inclui truques com que variam de 3 a 5 garrafas, coqueteleiras, guardanapos, gelo entre outros, porém nunca com mais de 45 ml de líquido por garrafa, favorecendo o giro delas, se tratando de movimentos e truques que podem ou não ser utilizados na preparação dos cocktails.”

O Mixology News cobrirá o evento e trará todas as informações para vocês.
Nos vemos lá!

Página 1 de 1151234567»