A história deste coquetel pode ser duvidosa, mas o El Presidente é certamente delicioso.

O El Presidente foi publicado pela primeira vez em 1915 no Manuel del Cantinero de John Escalante, um belo livro sobre coquetelaria tropical e publicado bem no início do desenvolvimento da coquetelaria cubana.

Contudo, o coquetel é creditado ao bartender alemão Eddie Woelke que refinou a receita enquanto trabalhava em Havana, Cuba, na época da proibição americana.

O nome é dado em homenagem ao presidente General Mario Garcia, embora tenha sido o coquetel favorito de seu sucessor, o presidente Gerardo Machado. Muitas vezes o coquetel aparece como Presidente Machado em alguns livros.

De maneira geral as receitas envolvem dois ingredientes em comum, rum e vermute seco, com algum toque adicional, seja grenadine, curaçao, angostura ou combinações destes ingredientes.

Existe uma versão do Daiquiri que também leva o nome de El Presidente, mas suas origens são incertas e não é deste coquetel que vamos falar hoje.

Uma bela revisão histórica é feita no livro Cuban Cocktails, do casal Anistatia Miller e Jared Brown. Nesta revisão são comparadas as receitas e adições ou trocas de ingredientes.

Por utilizar rum e vermute é normal que pensemos em algo nas linhas de um martini com um toque especial. Como já discutimos anteriormente sobre grenadine resta entender melhor o licor Curaçao.

Curaçao é um licor de laranjas, contudo difere do Triple Sec por conter uma base alcóolica não-neutra e envelhecida. Pense um licor de laranja com base de cognac, por exemplo.

Esta leve complexidade dada pelo toque cítrico junto com um toque amadeirado é o que torna este coquetel tão delicioso.

Quanto ao tipo de rum a ser utilizado recomendo um rum com pouca influência de madeira, para contrastar com o Curaçao.

A metodologia usual seria mexer o coquetel, contudo, durante o início da coquetelaria cubana a família Boadas trabalhou por um tempo no país e deixou como legado sua famosa técnica de throwing.

O bartender Matt Robold do blog RumDood recomenda que o coquetel seja jogado, para ressaltar melhor o rum e o vermute.

El Presidente CocktailApresento agora uma receita com medidas para este delicioso clássico esquecido.


EL PRESIDENTE

60 ml rum branco
30 ml vermute seco
10 ml curaçao

Mexer os ingredientes com gelo por 50 segundos. Coar para uma taça resfriada.
Decorar com casca de limão siciliano.

Sinta-se à vontade para trocar o Curaçao por um grenadine de qualidade e até adicionar Angostura caso ache o coquetel muito doce.

Corra logo para o balcão mais próximo, converse com seu bartender favorito sobre receitas controversas e experimente a variedade!

Quais foram os seus achados?
Divida nos comentários e compartilhe nas redes socias com #DrinquesDoBau.