O Blood & Sand te ensinará a nunca julgar um coquetel apenas pela receita.

Este Drinque do Baú foi criado em 1922 para a festa de lançamento do filme Blood & Sand, um drama sobre a vida de um toureiro espanhol, baseado no livro Sangre y Arena, de Vicente Blasco, escrito em 1909. O primeiro registro da receita para esse coquetel aparece no famoso The Savoy Cocktail Book de 1930.O coquetel composto por whisky escocês, vermute rosso (ou doce), licor de cereja e suco de laranja é feito em partes iguais e no livro The Craft of the Cocktail, Dale DeGroff diz: “À primeira vista este coquetel pouco usual pode parecer uma mistura horrível, mas o sabor me convenceu a nunca julgar uma bebida sem antes prová-la.”

Leia a entrevista exclusiva de Dale De Groff para o Mixology News.

O frutado do licor de cereja complementa muito bem o sabor maltado do scotch whisky e contrasta com o defumado presente neste estilo de whisky, o vermute rosso harmoniza com as notas de especiarias presentes no destilado base e complementado com o suco de laranja traz complexidade e equilíbrio à receita.

Um excelente coquetel para esta época mais fria do ano. É importante ressaltar a qualidade de licor de cereja, que deve ter uma forte nota frutada e um toque amendoado com um doce presente, mas não excessivo.

Uma opção é utilizar um bom xarope de cereja, seja de marcas de xarope ou de boas cerejas em calda, neste caso é necessário utilizar menos do ingrediente e reforçar um pouco no destilado.

Embora muitos bartenders sejam contra a versão de partes iguais esta é uma receita bem equilibrada e que serve para introduzir o whisky a paladares pouco acostumados com a bebida.

Para um coquetel mais seco recomendo diminuir no licor e vermute. Um whisky mais defumado ajuda a balancear as notas doces e traz uma riqueza extra ao coquetel.

Apresento agora uma receita com medidas para este delicioso clássico esquecido.

APRENDA A RECEITA

Blood & Sandv

30 ml whisky escocês
30 ml vermute rosso
30 ml licor de cereja
30 ml suco de laranja fresco

Bater todos os ingredientes com gelo e servir, com coagem dupla, numa taça resfriada. Decorar com uma cereja em calda.

Você já bebeu este ou outros Drinques do Baú?
Qual sua escolha de Whisky para a receita? Conte para nós nos comentários abaixo e compartilhe suas experiências com a tag

#DrinquesDoBau.