07 curiosidades sobre o Absinto
76 Comentários

Quem já bebeu Absinto com certeza pensou nos efeitos que essa bebida causou na história. E quem não bebeu com certeza já ouviu falar, mas deve ter ficado com medo do resultado! O que importa é que o Absinto é uma das bebidas mais conhecidas no mundo e não é de hoje. Conheçam um pouco mais da sua história:

07 | ORIGEM

A erva absinto (artemisia absinthium) já era usada no século XV na Grécia Antiga como medicamento e é bem provável que a palavra venha do grego “apsinthion” que significa intragável. Naquela época grandes médicos, filósofos e matemáticos recomendavam a erva embebida em vinho, mas cada um utilizava a bebida para um tratamento diferente. Talvez esse seja o motivo para a bebida ficar conhecida alguns séculos depois como “o remédio para todas as doenças”. Existia também, no auge do Império Romano, uma tradição antes das corridas de bigas, que era beber uma dose de absinto antes das corridas para lembrar os competidores que a vitória também tinha o seu lado amargo. Mas somente em 1792, a bebida que conhecemos deixou de ser apenas uma receita caseira e se tornou um medicamento oficial nas mãos de um grande médico francês chamado Pierre Ordinaire depois de provar uma receita caseira das irmãs Henriod. Dr. Ordinaire teria criado seu elixir com absinto, anis, hissopo, melissa, coentro e outras ervas locais. A receita fez tanto sucesso que 5 anos depois um homem chamado Major Dubied comprou a receita do médico e começou a produzi-la em larga escala com o seu genro Henri-Louis Pernod na Suíça.

06 |AS CARACTERÍSTICAS DO ABSINTO ATRAVÉS DO TEMPO

Como eu disse anteriormente, no início o elixir era amargo como um bitter. Dr. Pierre Ordinaire se encarregou da mescla de ervas como erva-doce e o extrato do anis para suavizar o amargor e fazendo da bebida um sucesso. A bebida ficou muito ligada a França por se tornar popular entre os soldados franceses que conheceram a bebida em missões no norte da África e trouxeram a novidade para os cafés de Paris. Ela era classificada de três formas: Absinthe Suisse cuja graduação alcoólica variava de 68-72%, Demi-fine de 50-68% e Ordinaire que variava entre 45-50%.

O Absinto é um destilado e não um licor como muita gente define. Ele geralmente é verde, coloração obtida através da clorofila das ervas. Na Suíça são produzidas algumas variedades mais claras. Hoje em dia existe cerca de 50 marcas de absinto original produzidos principalmente na França, Suíça, Espanha e República Tcheca.

05 | A TAL DA TUJONA

Tujona pra quem não sabe é uma substância psicoativa parecida com o THC e é encontrada em várias ervas e vegetais, mas com mais intensidade nas folhas de absinto. Esta substância altera a percepção sensorial, ativando a região criativa do cérebro. Porém causa também alucinações, hiperatividade, tremores e fraqueza muscular. Mas o mais importante para nós é saber que a quantidade de tujona que sobrevive a destilação é insignificante para causar sérios problemas. Sim, o absinto muda sua percepção devido a mistura de tujona com o álcool. Porém amigos bebedores de absinto fiquem calmos. Mais fácil vocês visistarem o hospital mais próximo com coma alcoólico do que ficarem malucões de tujona. Portanto meus caros, bebam com moderação!

04 | OS GRANDES BEBEDORES DE ABSINTO

No século 19 em Paris, vários artistas marcaram suas trajetórias ligadas ao absinto. Arthur Rimbaud, até então adolescente, era um prodígio da poesia que usava o absinto para “guiá-lo pelo caminho, mas jamais ser o motorista” já que utilizava a bebida em doses suficientes para clarear a mente e não exagerava no consumo. Ao contrário dele, Paul Marie Verlaine, um dos maiores nomes da poesia francesa ameaçou a família sob efeito do álcool e depois abandonou mulher e filho pra viver ao lado de Rimbaud. Em um dia de fúria (lê-se bebedeira de absinto) atirou no pulso do amigo por ter perdido a preferência de seus poemas para os textos do jovem Rimbaud. Vincent Van Gogh, após ser ignorado pelo amigo Paul Gauguin, tomou um porre de absinto, ameaçou Paul com uma navalha e cortou um pedaço da sua orelha direita, embrulhou em um lenço e deu de presente a uma prostituta amiga sua, Rachel. Por anos teve surtos psicóticos e ataques epiléticos. Morreu com o diagnóstico de epilepsia do lobo temporal, causado pelo alto consumo do absinto. Pablo Picasso pintou  “O Bebedor de Absinto”. Fora eles temos ainda como grandes apreciadores do elixir: Oscar Wilde, Aleister Crowley, Charles Baudelaire e Ernest Heminghway entre outros.  Falando em Heminghway, eis a questão: O que esse cara não bebia?

03 | A PROIBIÇÃO DO ABSINTO

Desde que foi criado, o absinto é perseguido como uma ameaça social que torna as pessoas loucas e com tendências a criminalidade. Várias ações foram criadas no início do século XX para deter a bebida e finalmente, em 1915 a bebida foi proibida na França. Nessa época houve a popularização do Pastis e do Ouzo, licores de anis sem absinto. Porém a proibição era apenas para o consumo e não para a produção. Então os produtores diminuíram a graduação alcoólica para 40% e limitaram a quantidade de tujona para 10 mg/kg para poderem exportar o produto. Mas em 1990, um produtor percebeu que não havia nenhuma lei britânica para a graduação alcoólica original e começou a exportar o produto com alto teor alcoólico novamente, ressuscitando o absinto após quase um século de proibição.

No restante da Europa a proibição também foi efetiva como na Holanda em 1909 e Suíça em 1907. Nos dois países a bebida foi liberada somente agora no início do século XXI. Mas o nível de tujona ainda é controlado, então não se engane achando que somente o teor alcoólico alto fará você ver a fada verde.

02 | A FADA VERDE

Pra quem acha que esse nome é apenas um apelido carinhoso dado no passado está muito enganado. A fada verde representa um conceito de inspiração poética e iluminação artística, um estado de espírito livre e de novas idéias. E essa liberdade de expressão era totalmente inimaginável nessa época. Para os bebedores ruins, aqueles que preferem quantidade à qualidade, o absinto é só uma bebida verde com forte teor alcoólico. Para os grandes artistas da Belle Époque em Paris era uma forma de sair dos conceitos morais e sociais impostos pelo governo na época e atingir a inovação artística.

01 | O RITUAL

La Louche é o nome do ritual tradicional para se tomar o absinto. Basicamente uma taça para absinto, uma colher de absinto que parece uma espátula e é furada, um cubo de açúcar e água gelada. Você coloca uma dose de absinto na taça e coloca a colher sobre a taça em posição horizontal. No meio da colher coloque um cubo de açúcar e pingue água gelada por cima do cubo. O efeito é lindo já que o açúcar vai infiltrando-se lentamente na bebida formando uma cor turva a sua bebida. Mas o ritual não serve só pra isso. Primeiro que o absinto original ficará com uma cor turva, fosca. Se o efeito não acontecer, tem grandes chances de o seu absinto ser uma vodka com um monte de corantes. Dizem também que os “chuviscos” de água fresca fará com que os óleo essenciais obtidos da erva se desprendam e tragam o verdadeiro efeito do absinto. Eu na verdade não fiz ainda pra comprovar, porém como escrevi no texto “7 curiosidades sobre o Whisky” no tópico número 3, acredito que a água serve muito mais para aumentar a percepção do sabor das ervas diminuindo a sensação alcoólica da bebida. Se você fizer o ritual e conseguir ver a Fada Verde me avisa, ok?

  1. Rafael Rodrigues Ferreira

    Rafa, como sempre mandando muito bem nas 07 verdades, e que vídeolindo, fiquei até com vontade de fazer o ritual…

    • Marco De la Roche

      Fala Rafa,
      verdade, tb fiquei louco pra tomar esse absinto!
      vou tentar achar uma colher dessas….abs!

    • Rafael Mariachi

      Valeu Rafa!

    • Rafael Santos

      a qntd de agua n video é exagerada, e faltou a chama azul que libera mais rápido as essencias e o alcool, ja tomei boas garrafas d absinthe desde Brazil, Portugal, mais a melhor foi uma dos EUA que meu amigo do México trouxe,q foi a melhor e q me fez sentir o verdadeiro efeito da Tujona, se souberem aonde eu consigo a verdadeira me avisem flw.
      I love Absinthe

      • Rafael Alvarez

        Me desculpe, mas atear fogo no absinto, somente corrompe seu sabor e queima o álcool. A liberação dos óleos essenciais é feito necessariamente com adição de água, em no mínimo 2 partes p/ uma de absinto.Um grande abraço…..Santé

        • Rafael Mariachi

          Alvarez, concordo com você. Temos que respeitar o ritual da chama azul somente por cunho cultural de alguns países. Mas também penso como você. Abraços!

      • Rafael Mariachi

        Oi Rafael, muito dificilmente você achará um bom Absinto francês aqui no Brasil. Quanto ao vídeo, na verdade nem é importante a quantidade de água, já que passei no texto a medida que geralmente é utilizada no ritual. O vídeo é mais um chamariz para o efeito causado, para as pessoas entenderem o que seria o La louche. Obrigado pela participação!

  2. Rô

    Querido sou sua fã , adoro suas pesquisas para enriquecer meu dia .Ja fui testemunha de algumas festas regadas a Absinto, chegam a ser engraçadas kkkkk

    • Marco De la Roche

      Oi R?!
      Obrigado pelo comentário..
      O Rafael vem melhorando a cada lista né!

    • Rafael Mariachi

      Oi R!
      Podia gravar umas festas dessas e mandar pra gente rir um pouquinho né?
      Abraços e obrigado pela audiência!

      • Rosana

        Ola boa tarde KKKKKK é muito engraçado mesmo kkkkk o pessoal pira o cabeção kkkkkkkk

        • Rafael Mariachi

          O cabeção e o resto do corpo né?
          rs

  3. Ludierry

    grande Rafael, vendo Absinto Hapsburg desde 2004 e tive varias informaçoes sobre a bebida, mas seu conhecimento vai além do que conhecia, parabéns e estou cada dia mais informado pela fascinante história de Absinto e quem quiser comprar a Fada Verde entre em contado no nosso site http://www.ludierry.com parcelamos em todos os cartoes via Pagamento Digital… um forte abraço… att Ludierry

    • Marcos

      Olá eu li que você vende absinto….Ainda vende? Estou interessado em comprar. Me mande um e-mail com as informações de como posso fazer para adquirir o produto, o preço e a marca. Obrigado.

  4. Rafael Mariachi

    Valeu Ludierry! Acho até que já comprei de você no extinto Orkut….rs.
    Continue nos prestigiando.

  5. Fagner Silva

    Nossa, super show, gostei muito, parabéns, onde tem esse absinto pra comprar?

    • Rafael Mariachi

      Fagner, entra em contato com o Ludierry pelo site que ele colocou no comentário acima!

      Abs!

  6. pedro goria

    Cuidado!!!! Não vamos generalizer, em primeiro lugar não existe uma só prova de que os surtos de esquisofrenia de Van Gogh estivessem ligados ao uso do absinto. Me parece (apenas intuição) que os efeitos do absinto assim como os de outra bebida qualquer seja o de permitir que o indivíduo crie uma fluência de pensamentos e sensações além dos limites impostos por uma censura puramente racional.Além disto esta bebida foi cantada em verso e prosa por artistas da mais alta relevância como um Rimbault, Verlaine e Wilde. Resta-nos imaginar que tomamos hoje um absinto de verdade….

    • Rafael Mariachi

      Olá Pedro, obrigado pela sua participação!
      A relação do absinto com Van Gogh é somente a constatada em filmes e livros. EM nenhum momento disse que a loucura do rapaz era por causa do absinto. E concordo com você, a bebida era apenas uma forma de permitir uma abertura da mente. Mas se você ficar um pouco alto tomando cerveja em um dia, e em outro ficar um pouco alto tomando Gin, você perceberá a diferença do efeito de uma bebida para a outra. Como expliquei a Tujona antes contida no Absinto era um fortíssimo elemento psicoativo, causando sim, comprovadamente um efeito diferente nas pessoas. Como acredito que devido a tecnologia e o conhecimento de ingredientes mais aprofundado, QUALQUER bebida de hoje é (ou deveria ser) melhor que a de ontem.
      Continue sempre participando Pedrão!

  7. André Araújo

    Parabéns pela publicação sobre o absinto e como degustar também, acho que muita gente faz errado.

    • Rafael Mariachi

      Obrigado André!

    • Rafael Alvarez

      Olá Andre, sem dúvidas, muuuuiitos fazem errado, porém
      hje em dia, um bom absinto nem sempre precisa do torrão de açucar, pois nos anos 189……, haviam muitos absintos pop´s, extremamente amargos e carregados de tujona.Somente água gelada é uma ótima pedida. Abraços

  8. Mayra Vilalva

    Adorei…fiquei ate com vontade de fazer um ritual…e vou fazer…só não vou comprar a colher, acho que da pra fazer com um garfo e um copo de buteco(americano)…rsrsrsrsrs…já bebi absinto…foi a mesma história de “se beber não case”…branco total…na verdade verde total…rsRSrsRSrsRSrsR…bjosss…

    • Rafael Mariachi

      Cada um se vira do jeito que dá Mayra! Só toma cuidado pra, como no filme, não ser flagrada em um clube de travestis….kkkk.

  9. Claudia Marcelo

    oiiii Rafael!
    Nossa adoro absinto! Pena que ainda não vi a fada verde, acho que quando ela aparece eu já dormir, rsrs bjosss

    • Marco De la Roche

      kkk….a fada verde só ve quem vira a garrafa..rs

    • Rafael Mariachi

      Acho que ela estava de férias Claudia!

  10. renato

    Muito banaca a leitura sobre o absinto, bem esclarecedor, gostaria de saber quais as melhores marcas de absinto a ser consumida pois nao tenho idéia do que é um bom absinto.

    • Rafael Mariachi

      Oi Renato,
      Um bem conhecido é o Hapsburg que você acha aqui no Brasil. Existe também o francês Pérre Kermann’s e o português Neto Costa.
      Vale a pena provar um brasileiro, o Camargo.

  11. quiteria

    Estava mt curiosa para saber sobre essa bebida, ouvi mts histórias, mais só descobri sobre aqui neste site. Gostaria d um dia esperimentar a bebida!!!!

    • Marco De la Roche

      Quitéria,
      Você consegue encontrar Absinto em vários bares!

  12. quiteria

    Bom d mais este site!!!!!!! Adorei

    • Marco De la Roche

      Valeu Quitéria!
      Keep watching!

    • Rafael Mariachi

      Valeu Quitéria! Só toma cuidado com quem te acompanha no Absinto. Cuidado com a Fada Verde hein? rs

  13. André Santos.

    Boa tarde, Galera esse abisinto é o cão mesmo tomei meia garrafa,e fiquei muito doido ela é muito forte mais a reação dela e muito doida se alguem pensar em beber não tomem muito longe de casa rsrsrsr.

    • Marco De la Roche

      kkk..André, não é pra tomar a garrafa toda!
      Duas doses tá otimo!

    • Rafael Mariachi

      André, o cão foge do Absinto meu amigo…..kkkkk.

      Obrigado por acompanhar!

  14. Tay

    Absinto, foi a bebida que experimentei, com o melhor efeito que optive e com duas doses apenas. Posso dizer que a minha preferida.

    • Marco De la Roche

      kkk…conta pra gente aonde você foi para com duas doses, Thay?!

    • Rafael Mariachi

      Melhor não contar Tay!

  15. Rafael Alvarez

    Belo post, que verdade seja degustada, absinto é uma
    bebida sofisticada e muito saborosa.
    Os absintos no mercado brasileiro (Hapsburg,P. Kermans, Neto Costa) são somente álcool aromatizado.
    Boas marcas para se importar são:
    Jade PF 1901, Lucid, Serpis 65,Duplais Verte, Kübler.
    Agora degusto um Libertine Amer….que viagem saborosa.
    Visitem este site: http://www.feeverte.net

    • Marco De la Roche

      Fala Rafael,
      Fiquei viajando uma meia hora pelo site da FeverTee, valeu!
      Espero que em breve cheguem marcas decentes de Absinto no Brasil….abs!

      • Rafael Alvarez

        Olá meu caro, como somos abandonados de bons absintos,
        resolvi destilar o meu…então muito aprendi neste exercício….caso queira saber mais, entre em contato..Abçs

        • Marco De la Roche

          kkk..muito bom!
          Como ficou ?! Conta sua experiência pra gente..
          abs!

        • Rafael Mariachi

          Manda uma garrafa pra gente aí Rafa!

    • Gilberto Barboza

      boa Noite Rafael, eu sou de Sampa, eu experimentei uma dose de absinto a muiiitos anos atras, e gostartia de experimentar novamente, mas tem que ser o verdadeiro absinto e não somente alcool aromatizado,como ví sua conversa com o colega Marco, gostaria de saber se poderia degustar essa sua versão do absinto, ou se voce poderia me indicar um local para comprar, agradeço pela atenção.

  16. B

    Muito esclarecedor o post! moro no rio de janeiro, rj.
    Queria saber onde compro, por meio físico, um bom absinto. Grato!

    • Marco De la Roche

      B,
      Como vc pode ler nos comentários acima, infelizmente no Brasil nao temos muuitos grandes Absintos.
      Tente trazer um de fora, ou veja todas as marcas que foram faladas aqui nos comentários..
      Abs!

      • Rafael Alvarez

        Salve salve, pois bem, após algumas destiladas perdidas, cheguei muito próximo á absintos famosos (ex. Lucid/Libertine – franceses).Porém ainda estamos limitados ás más ervas de nosso mercado.Caso queira uma amostra para descrever suas impressões, é só falar.

        • Rafael Mariachi

          Poxa, eu adoraria uma amostra Rafael!
          Obrigado pela presença no blog!

      • ary

        Comprei um Hapsburg “extra-fino” hoje em Rivera-Uruguai. Grau GLº85. Comprei o verde, mas não sei como tomar. Preço U$ 16,90;

        • Rafael Alvarez

          Olá Ary, o hapsburg na verdade, possui sim ingredientes originais do absinto, mas é bem forte, 2 á 3 partes de água bem gelada p 1 de absinto é o ideal, pois o hapsburg é bem anisado…..Santé

        • Rafael Mariachi

          Ary, graduação não significa qualidade, cuidado hein!

  17. ilane

    ja conhecia e a bebida tbm aparece no filme moulin rouge
    tods de porre heheheh,quando comentava nem todo acreditava em mim,agora posso prova,ja provei poquinho mas foi o suficiente nao pra umas fada mas varias borboletinhas heheehehe!!!!

    • Marco De la Roche

      kkkk…Ilane, cuidado hein!
      Não esquece de diluir o Absinto hein!
      E tomar água de vez em quando..bom proveito!

    • Rafael Mariachi

      Ilane, espero que anão sejam as borboletas no estômago com companhias erradas, hein? Não vá se arrepender depois!

  18. Marcelo

    Achei que poderiam se interessar no link: http://kraplantas.blogspot.com.br/2013/05/curiosidades-sobre-planta-losnaabsinto.html acabei passando por aqui quando fazia a pesquisa.

    • Marco De la Roche

      Obrigado pela indicação Marcelo!

    • Rafael Mariachi

      Valeu Marcelo!

  19. Higlux

    Na boa eu tomei a grande absent… e não vi a fada verde e nem fiquei bêbado… eu tomando diluída em água em proporção 4:1… depois vou tentar a hapsburg com 85% para ver se tem o efeito… quanto a mudança de cor, ocorre o sabor fica incrível, mas até agora nada da tal fada verde.

    • Rafael Mariachi

      Higlux, a fada verde é uma menção a loucura que os antigos absintos causavam. Esse tipo de Absinto não se fabrica mais, então acredito que a fada verde não virá ao seu chamado! Obrigado pela participação!

  20. V.Koenig

    Já tomei absinto em tudo quanto é dosagem e em toda e qualquer situação. Eu tenho certeza e não estou elaborando em erro, de que a nossa “valorosa cachaça”, principalmente a mineira, substitui, com a vantagem de “ene elevado a kapa pi” essa m… de origem francesa. VIVA A CACHAÇA BRASILEIRA ! ! ! !

    • Rafael Mariachi

      V. Koening, muito bacana sua defesa a cachaça, mas você deve lembrar que assim como você critica agressivamente a bebida de origem francesa, essa atitude também pode vir de outro lado. Tem espaço pra tudo e até na cachaça existem ótimos e péssimos produtos!

  21. Hotton Ferraz

    ola pessoal! quero muito provar essa bebida fantastica mas tenho duvidas se puderem me ajudar ficarei grato.
    um site confiavel que eu possa comprar.
    absinto é um licor ou um destilado?
    e qual desses comprar? Licor Absinto Camargo 750 ml, Absinthe Francês P. Kermans Black ou Licor Absinthe Francês Pere Kermanns?
    des de obrigado.

    • Rafael Mariachi

      Hotton, como escrito no texto, absinto é um destilado. Pelo o que o nosso amigo Rafael Alvarez disse, nenhum destes. Seria bom achar um bom absinto francês mesmo. Abraços!

  22. Andrew

    Tenho 15 anos e quero tomar esse negocio ai achei massa ja tomei varias bebidas com alcool mais essa ai nunca quantas doses eu posso tomar ? ;S

    • Rafael Mariachi

      De preferência nenhuma Andrew…..fique na latinha de refrigerante até seus 18 meu filho!

  23. Jossemar Quadros

    Olá boa noite,tenho uma garrafa de absinto a quase um ano e ela está pela metade ainda,nunca achei muitas informações precisas sobre como preparar ela,agora que li seu ótimo texto,vou me encorajar e preparar aqui,porém se eu não responder mais,é por que a fada verde me levou embora pra terra do nunca kkkk brincadeira rsrs obrigado por compartilhar seus conhecimentos :)

  24. Henrique

    Noooh, que massa, cara esse tipo de informação e blog(ainda não vi todo ele) que faz da rede um lugar sensacional. Cara, saber a origem das coisas é realmente inspirador, tempera consideravelmente o consumo, a sensação, a mágica no momento, saber que caras geniais que foram longe no universo de seus tempos consumiam esta bebida pra exatamente como um participante disse, sair do senso completo racional(que bloqueia a criatividade-as vezes)… E a fada verde como um símbolo deste resultado. Hoje se não é possível atingir isso com a bebida, eu só diria que é possível sem qualquer bebida, o caminho está livre, em países como o nosso. Finalizando, a simbologia(e memória) de uma bebida como esta é o que mais me agrada, logo, eu não precisaria tomar mais que uma dose na vida, mas num dia de “Se beber não case” eu tatuaria uma fada verde no tórax Kkk. Belo post Vlw flw.

  25. mili

    olha se é verdade ou nao isso nao sei, mais q pirei o cabeçao com ela ontem isso tenho certeza nunca tinha provado mas acho q foi amor a primeira vista…ou primeira dose…loucuraaaa

  26. Marcelo Lovato

    É mesmo de dar água na boca. O absinto aparece numa cena muito romântica do filme, DRACULA do Coppola. Desde então ensaio pra procurar a bebida, mas já sabia que não temos boas marcas aqui. Irei à Paris em breve e, com certeza, trarei uma garrafa de lá! Santé…aurevoir!

  27. lilly

    Eu só bebo o licor creme de absinto,gelado, é uma delicia, ele é forte mais também um copinho de licor não faz mal a ninguém,e é leve. Salute!!. Obrigado pelas curiosidades

  28. Coelho

    Olá Rafael e Marco, muito, mas muito interessante os posts. Sobre o absinto, eu realmente nunca experimentei talvez até por preconceito, mas com certeza depois da leitura e do vídeo, sinceramente mudou a minha opinião. Parabéns! Gostaria de pedir um favor, na realidade uma informação, onde consigo comprar uma colher de absinto? Pode ser um site legal, onde eu possa comprar e fazer o ritual. Se vcs puderem me informar, pode mandar para o meu email. Um abç e continuem com essas soluções maravilhosas dentro da coquetelaria.

  29. Reinaldo Gomes

    Gostei da matéria e pabemizar por esta aula de conhecendo histórico, mas me diga onde compra assunto puro em brasilia/sf

  30. gustavo

    o absinto valver deixa doidao

  31. Absinto a bebida verde e a fada das alucinaçõesButeco Nosso

    […] com Cerveja, bebida, prato principal e sobremesa                               x x […]