Para quitar uma dívida de R$ 900 milhões com a República Tcheca, Cuba oferece rum como pagamento

Se aceito, o famoso destilado cubano poderá ser consumido no país do leste europeu por até um século, de acordo com o volume anual.

De acordo com o Escritório de Estatística da República, só em 2015 o país importou aproximadamente R$ 2 milhões em rum cubano. Sob o comando de Raul Castro, irmão de Fidel Castro, Cuba tenta saldar esta e outras dívidas contraídas décadas atrás com outros países como Rússia e México.

Tiveram êxito em 2015, quando conseguiram o perdão de R$ 28 bilhões ao renegociar com 14 países do Clube de Paris tendo em troca a missão de ajudar financeiramente países com dificuldades econômicas.havana-rum-cubano

Conheça o projeto The Havana Club Mojito Embassy

Porém a capital tcheca Praga já sinalizou que pretende receber apenas parte desse valor em rum, sendo a parte restante em dinheiro e em produtos farmacêuticos cubanos. Para os remédios, a negociação se torna cada vez mais difícil, uma vez que os medicamentos cubanos não possuem certificação da União Européia.

Essa dívida é referente ao período da Guerra Fria, quando então Tchecoslováquia fazia parte do bloco comunista. Se o acordo for firmado de fato, pode esperar uma nova embaixada cubana na Europa com Mojito no desconto!