O que muda na lista do Word’s 50 Best Bars de 2017? Entenda tudo aqui

Todo ano, o World 50 Best Bar anuncia a escolha dos 50 melhores bares do mundo .
A lista é feita anualmente por centenas de personalidades do mercado de bebidas e da comunidade de bartenders do mundo inteiro.world's 50 best bars

A organização do evento apontou mais de 500 experts em bares, que são considerados por eles o mais forte e complexo grupo de autoridades da indústria de bebidas que podem contribuir com uma visão global dos melhores bares do mundo.

Cada votante tem o direito de escolher sete bares, baseado na melhores experiências que cada um teve nos últimos 18 meses. Pelo menos 3 bares precisam ser de outro país, que não o de origem do votante. Também é proibido votar em um bar que não o jurado não esteve presente.

Neste ano, 150 votos apurados foram da Europa, seguidos de 115 votos da América do Norte, 110 votos da Ásia, 70 votos da América Latina, 30 votos da Australásia e 30 votos da África e do Oriente Médio.

Dos votos brasileiros, o Mixology News possui dois participantes, Marco De la Roche e Tony Harion contribuíram para a lista deste ano mais uma vez.

Da lista de 2017, 18 bares são da Europa, 13 são da América do Norte, 13 da Ásia, 3 da América Latina, 2 da Austrália, 1 do Oriente Médio.

As cidades com mais bares do na lista continua sendo Londres com 8 representantes seguindo de Nova Iorque com 6 representantes.

 

Reveja a lista dos 01 a 50 melhores bares do mundo aqui

Reveja a lista dos 50 a 100 melhores bares do mundo aqui

Singapura
A NOVA MECA DA COQUETELARIA MUNDIAL

Nunca tantos bares da pequena península asiática estiveram tão presentes na lista dos 50 melhores bares do mundo. Neste ano, foram 6 bares presentes – Manhattan (7º), Atlas (15º), Operation Dagger (24º), Hongkong Street (25º), Tippling Club (31º) e Native (47º). manhattan singapuraComparado com os anos anteriores (citados abaixo), nota-se como se desenvolveu nos últimos anos o país-estado da região da Indonésia, com apenas 5 milhões de habitantes.

2016 – Manhattan (11º), Hongkong Street (14º) e Operation Dagger (21º)
2015 – Hongkong Street (7º) e Manhattan (35º)
2014 – Hongkong Street (10º)
2013 – Hongkong Street (10º) e Tippling Club (45º)
2012 – Tippling Club (29º) e Hongkong Street (42º)

Novos Entrantes
RENOVAÇÃO COMO NUNCA SE VIU

BlackTail, Nova Iorque, EUA | #32

Aberto em 2016, o bar conseguiu o feito inacreditável de em menos de um ano de funcionamento integrar a seleta lista dos 50 melhores do mundo. Como é possível apresentar o bar a tantas pessoas, em tão pouco tempo e engajar visitantes de Nova Iorque para votar em um bar que mal se mostrou constante, após o primeiro ciclo de vida, o de abertura? É por isso que devemos ficar de olho no Blacktail, que pode surpreender de novo em 2018.blacktailEste ano foram 10 novos bares na lista, um número considerável, puxados pelo Atlas de Singapura (15º), Sweet Liberty (27º), Indulge Experimental Bistro (28º), BlackTail (32º), entre outros.

Isso mostra como a abertura de novos bares por todo mundo consolidou a nova Era de Ouro da Coquetelaria. Provavelmente também indica que a briga pela presença na lista será cada vez mais acirrada.

Vai e Vem

QUEM MAIS SUBIU E QUEM MAIS CAIU

Atlas, Singapura | 15º – Subiu 85 posições
Pela primeira vez na lista, já assume a 15ª posição, sendo o bar entrante mais bem colocado da história. A imponente decoração em estilo ArtDeco esconde na sua prateleira mais de 1000 gins de todo o mundo e na equipe comandada pelo chef de bar Roman Foltán (ex Artesian DreamTeam)  e pelo master gin Jason Williams, além do pesquisador de gin Jonathan Teo.  atlas singapuraThe Baxter Inn, Sydney | 45º – Caiu 33 posições

The Baxter Inn sempre esteve na lista dos 10 melhores bares do mundo, desde 2012, ano em que entrou para a lista, e ficou oscilando entre a sétima e oitava posição. Em 2015 conseguiu a inédita sexta colocação na lista. Já em 2016, caiu para 12º lugar e agora, em 2017 derrapou feio para a 45º posição, quase na porta de saída.

Localizado no coração de Sydney, Austrália, possui mais de 600 whiskys do mundo inteiro, sendo esse seu grande atrativo. Vamos aguardar para ver se eles se reposicionam e retornar melhores na lista de 2018.thebaxterinn

Hay que Endurecer

COMO FICA A AMÉRICA LATINA

Licoreria Limantour | #14

O melhor bar de coquetéis da América Latina entrou para a lista em 2014, na 47º posição.
De lá pra cá sempre esteve presente na lista, oscilando entre o 13º e 20º posição. Em 2017 caiu uma posição, para 14º, o que nos deixa alerta sobre a o futuro do bar na lista.

O Limantour ocupa o dois andares de um prédio no centro cultural da Cidade do México, e conta com ambientes que remonta a era de ouro do Art-Deco, mas sem grandes pretensões. No bar sempre abrigou uma equipe de ponta da nova coquetelaria mexicana, como José Luis Leon e Mafer Tejada.
licoreria limantour

Floreria Atlantico | #23

Um verdadeiro speakeasy latinoamericano. Sim, você precisa entrar pelo térreo de uma linda floreria para só então chegar por uma entrada inesperada ao bar. Ideia de Aline Vargas e Tato Giovannonni, pioneiros na nova cena de coquetalaria argentina, que junto com o Frank Bar, (esse em Buenos Aires), ditaram tendências de coquetéis pelo país.

Em 2013, conquistaram a entrada na lista na 35º. No ano seguinte, se mantiveram na 39º posição. Retornaram à lista em 2016 na 49º e em 2017 para grande surpresa, nossos hermanos conquistaram sua melhor posição, 23º.

Um passeio imperdível para quem for visitar a bela Buenos Aires.
floreria atlantico

Reveja a lista dos 01 a 50 melhores bares do mundo aqui

Reveja a lista dos 50 a 100 melhores bares do mundo aqui