Como a Catuaba se tornou em poucos anos a bebida queridinha dos foliões de rua

O sucesso do carnaval de rua em diversas capitais do Brasil premiou com Estandarte de Ouro uma bebida popular, com raízes na cultura indígena e que está nas mãos de muitos foliões.

Mas qual é o segredo do boom que a Catuaba causou essa semana nos blocos de rua?

Muitos dizem que principalmente por causa do seu preço acessível, algo por volta de R$ 12 a garrafa. A facilidade em encontrar  também contribui, pois ela é vendida em muitos locais, desde supermercado chique a posto de gasolina. Com uma embalagem em formato PET, garante qualquer tropeço do folião, e convenhamos, isso é muito importante e ainda por tudo, deixa alegre rapidinho.

Com o seu sabor adocicado, ganhou muitos adeptos que ainda torcem o nariz para as cervejas tradicionais do mercado, e talvez aí esteja o segredo do seu rápido embriagar; “A pessoa vai bebendo aos poucos, geladinho, docinho, e quando percebe, já foi meia garrafa” diz um dos foliões que carregava a garrafa embaixo do braço no desfile do Bloco da Ritaleena, em SP.

A mais famosa é sem dúvida a Catuaba Selvagem, que está no mercado desde 1992, e já nasceu afrodisíaca, inspirada no filme “Instinto Selvagem”.
O rótulo, que já se tornou icônico, foi desenhado por um grande ilustrador brasileiro, José Luiz Benício e já compete nas fantasias de carnaval com outros clássicos.

A Catuaba tem em média 16% de álcool na composição, quatro vezes mais do que as cervejas em geral, porém, quase 3 vezes menos do que os destilados, como vodka, cachaça e whisky.

De acordo com Mozart Rodrigues, diretor do grupo Arbor Brasil que detém a marca Selvagem, a bebida induz ao desejo afrodisíaco, mas não existe nada comprovado pelos cientistas. A verdade é que muitos acreditam que a Catuaba seja um estimulante sexual, mas isso ainda não passa de crendice popular.

Lá no interior de Minas Gerais, um ditado popular diz que “se um pai gera um filho até os 60 anos, o filho é dele, mas depois dessa idade,o filho é da Catuaba!.”

Mas do que a Catuaba é composta afinal?

Simples. Vinho tinto, suco de maçã, guaraná, marapuama e claro, catuaba. Cada marca pode acrescentar o seu toque pessoal no produto, mas em geral os ingredientes citados são os mais encontrados..

Catuaba é essa bela planta abaixo, descoberta pelos índios tupís do Brasil, mas que você pode chamar de “anemopaegma mirandum” se preferir.  Os ramos, cascas e folhas dessa planta são colocadas em maceração dentro de um líquido alcoólico por um período determinado para dar cor, aroma, sabor, formando assim o extrato de catuaba. Existem outras marcas populares de Catuaba ou só a tão famosa “Selvagem”?
São inúmeras marcas no mercado, seja regionalmente ou com toques de sabor diferente. Uns mais adocicados, outros um pouco mais leves, menos densos e até alguns mais amargos.

As marcas mais conhecidas são: “Atraente”, “Virtude”, “Taimbé”, “Random”,”Waléria” e “Capricho”. Experimente quando puder, pois no fim das contas, você ainda pode voltar para a “Selvagem”.

E se existem opções mais populares, existe também as Catuabas Artesanais Premium. Resolvemos chamar assim porque são bebidas feitas com vinhos de melhor qualidade, em pequena escala e com um toque autoral.
Ou seja, naturalmente mais caras, mas possivelmente mais saborosas que as produzidas em larga escala.

Experimente as produzidas pela Duas Marias Produtos Artesanais ao lado ou pela Primeira Folha (da imagem abaixo) que combina catuaba, marapuama, guaraná, mel e outras nove ervas ditas afrodisíacas.
Quanto? R$ 70,  bem distante dos R$ 12 da popular.

E dá para fazer drinques com Catuaba? Ô se dá!

Pra quem já está bebendo essa delicinha doooce, porque não equilibrar em um coquetel mas sem complicar muito?

– Experimente um CatuTônica.
Em um copo longo com bastante gelo, coloque 60 ml de Catuaba (a que você preferir), 120 ml de água tônica e esprema um gomo de limão dentro. Mexa e beba a tarde toda!

– Experimente uma Sangria Selvagem
Ao invés de preparar aquela famosa Sangria apenas com vinho tinto, coloque metade de vinho tinto e metade de Catuaba. Veja a receita aqui.

Seja como for,pura com gelo, popular ou premium, em drinque ou não, o que importa é que você se divirta sempre, beba com moderação e respeito o espaço de todos no carnaval.