O Old Hickory Cocktail é um excelente exemplo do equilíbrio de ingredientes aromáticos. Este drinque do baú pode ser leve no álcool, mas é uma explosão de sabor!

Publicado pela primeira vez no livro Famous New Orleans Drinks and How to Mix’Em de 1937, esta receita é garantidamente a mais antiga.

Nomeado em homenagem a um antigo presidente dos Estados Unidos é dito que este coquetel foi inventado durante a estadia do mesmo na cidade de Nova Orleans durante a guerra de 1812.

Duvido muito que o uso de vermute fosse difundido de tal forma nos EUA durante este período.old.hickory2Falando em vermute, este coquetel é uma aula de equilíbrio entre ingredientes aromáticos. Da mesma forma que todo bartender deve saber fazer uma limonada para compreender melhor o equilíbrio entra doce e azedo, este coquetel serve como base para compreender melhor os coquetéis como o Manhattan, Vieux Carré e outros.

Composto por uma mistura de vermutes seco e doce e complementado por uma mistura de bitters este coquetel é excelente para praticar a moderação alcoólica e utilizar suas garrafas de vermute antes que elas estraguem.

Aprenda a guardar seu vermute da maneira correta

Afinal todo vermute deve ser mantido refrigerado e consumido em um período de um mês ou menos.
A receita clássica utiliza o clássico bitter de Nova Orleans, o Peychaud’s, que possui uma nota anisada e frutada característica.

Este toque de anis dá uma tridimensionalidade ao coquetel e ajuda a dar um toque seco. Já a decoração clássica fica por conta da casca de limão siciliano, mas sugiro que experimente com casca de laranja também.

O aroma da laranja complementa melhor com as notas de especiarias dos vermutes. Caso você tenha algum daqueles vermutes mais encorpados e potentes, que por muitas vezes acabam deixando alguns destilados base apagados num coquetel, este é um excelente coquetel para utilizá-lo.

Apresento agora uma receita com medidas para este delicioso clássico esquecido.

old.hickory1OLD HICKORY COCKTAIL

45 ml vermute doce
45 ml vermute seco
2 dashes de orange bitters
2 dashes de Peychaud’s bitters

Mexa em um mixing glass com gelo por aproximadamente 30 segundos e transfira para uma taça resfriada. Decore com casca de laranja.

Tome esta receita como base e teste-a com diversas marcas de vermute, tente outros bitters e experimente até com outras bebidas aromáticas ou vinhos fortificados no lugar dos vermutes.

Corra logo para o balcão mais próximo, converse com seu bartender favorito sobre equilíbrio de coquetéis clássicos e, se possível, ouça um jazz.
Quais foram os seus achados? Divida nos comentários e compartilhe nas redes sociais com #DrinquesDoBau. Saúde!