O  Vieux Carré, uma elegante variação do clássico Manhattan, é excelente para dias chuvosos e frios que acontecem nesta época de verão.

Criado em New Orleans, cidade que possui o Museu Americano da Coquetelaria, este drinque do baú representa muito bem a coquetelaria louisiana, um dos berços da coquetelaria clássica norte americana.

O Vieux Carré, que é pronunciado [vú cá-rê] foi inventado em 1938 no lendário Hotel Monteleone pelo bartender Walter Bergeron.
Vieux Carre 2O nome é baseado no termo francês que os locais usam para o French Quarter, o bairro mais famoso da cidade.

Outros clássicos da “Big Easy” incluem: Sazerac, Brandy Crusta, Absinthe Frappé, Hurricane e Ramos Gin Fizz. Falaremos sobre vários deles aqui, na coluna Drinques do Baú.

Alguns ingredientes típicos da coquetelaria local são o cognac, rye whiskey, absinto e o icônico bitter  Peychaud’s, uma das bebidas que fazem muita falta no Brasil.

O coquetel em sí consiste de partes iguais de rye whiskey, cognac e vermute rosso com um toque de licor Benedictine e bitters.

No melhor estilo Manhattan (whiskey com vermute e bitters) com pegada louisiana (mais de uma bebida base e toques de licores franceses), de certa maneira esse coquetel também se parece com o clássico Bobby Burns.

Os pontos fortes que identificam o coquetel são a presença de cognac e whiskey com as notas de especiarias presentes no Benedictine e um toque anisado do Peychaud’s.

Sendo assim, não se intimide por trocar o Rye por um Bourbon, de preferência um que tenha uma alta concentração de centeio, e substituir o Peychaud’s por uma mistura de Angostura com Absinto.

Apresento agora uma receita com medidas para este delicioso clássico esquecido.

VIEUX CARRÉ

30ml cognac
30ml whiskey americano (rye ou bourbon)
30ml vermute rosso
10ml Benedictine
1 dash de Angostura bitters
2 dash de Peychaud’s bitters

Em um mixing glass com cubos de gelo, colocar todos os ingredientes e mexer por aproximadamente 50 segundos. Transfira para um copo rocks com gelo ou uma taça coupé, sem gelo. Finalize com uma cereja.vieux carreEntão corra logo para a coqueteleira mais próxima, tome um Vieux Carré e compartilhe o seu drinque do baú com alguém incrível!

Não se esqueça de sintonizar no melhor do blues para sentir-se em New Orleans!