Rising to the Sky é o nome que Erik Lorincz, mixologista eslovaco, criou para o seu drink de assinatura vencedor do último World Class da Diageo que o sagrou campeão. Mas nessa segunda feira, Erik desceu ao submundo do Astor e foi recebido de braços abertos pelo nosso maior anfitrião internacional Márcio Silva para uma noite regada à coquetéis e sorrisos.
Esse era o clima na primeira apresentação de Lorincz no Brasil. Atualmente, Erik é barman do renomado The Connaught Bar em Londres e preparou um cardápio de oito receitas com um perfil bem europeu, poucos ingredientes para muitos sabores, em uma coquetelaria contemporânea com ares clássicos.
Não dá pra negar, Lorincz tem o seu ar James Bond, com técnica extremamente apurada e alguns trejeitos orientais, como o hard shake, que tanto se fala nos tempos de hoje. E quem disse que precisamos de 10 (ou 27) ingredientes para termos um cocktail aromático e de intenso sabor como o Spring Garden (Ketel One, purê de framboesa e hortelã) ou a acidez e amargor igualmente potentes no Morning Sour ( Campari, Angostura,suco de abacaxi, suco de limão siciliano, um toque de Absinto).
Fiquem atentos, pois sem perceber, estamos dando boas vindas aos grandes nomes da coquetelaria internacional….Sejam bem vindos!

Acima, o vídeo do cocktail que rendeu à Lorincz o título do World Class Diageo.
Um abraço